II. O inacabado. As sobras. Restos. Geraldo de Barros

26/08/2012

CLIQUE SOBRE OS TEXTOS E FOTOS PARA VER EM MAIOR TAMANHO

……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

felizmente existem os restos   

……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

Biblioteca Mário, VII-070.201.

Essa estranha mistura de verdade e ficção.

Geraldo de Barros está com várias limitações físicas por conta de várias isquemias (problemas circulatórios). Sua filha vai lhe apresentar várias fotos que estavam guardadas em caixas e baús.  Seria apenas um confronto banal com a memória se não fosse o inventivo fotógrafo Geraldo de Barros. Que já, em sua obra, transformara o cotidiano, a vida comum transfigurado em formas novas, em pura invenção. Lembrando que invenção é uma palavra chave do renascimento e de Michelangelo. Numa radical vontade de criar, mesmo com limitações físicas, conta com sua assistente…. para executar suas idéias.  O que seria uma piegas memória vira ficção, invenção.  Traz a memória para o presente e, como vocação da obra de arte, lança-a para o futuro. Como diz o texto, faz um compromisso com a vida.(ver texto ao lado)

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………

Também trabalha com o conceito de RECICLAGEM ( ou  ABFALL,conceito introduzido pelo crítico alemão Andreas Müller-Pohler, com o sentido de reciclagem ou revitalização da informação). No caso da série SOBRAS, as fotografias de pessoas íntimas e de paisagens, são criadas novas analogias, ao combinar esta fotos com novas informações. O passado fica vivo. Uma memória ativa. A melancolia é inevitável, mas não é aceita passivamente. É transformada.

“Para Geraldo de Barros, a fotografia sempre foi fragmento e, na medida em que é fragmento, ele sempre se permitiu recortar negativos, fotogragafar com doiss ou mais exposições (técnica permitida pela sua câmera Rolifeiflex)”.  p. 37.  E  uso de excesso de luz, grandes espaços brancos, ou grandes espaços negros. Geraldo de Barros radicaliza a experiência da montagem.

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………


………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………


…………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………

Texto de Rubens Fernandes Júnior. Remete à concepção de Desenho de Giotto

…………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………

pingback

01. I . O inacabado. As Sobras. Michelangelo por Delacroix