fotógrafo Marcel Gautherot – Gururupu-MA(Maranhão de Amanda)

30/03/2018
Marcel-Gautherot-fotografado-por-Pierre-Verger-Bom-Jesus-da-Lapa-Bahia-1946

Marcel-Gautherot-fotografado-por-Pierre-Verger-Bom-Jesus-da-Lapa-Bahia-1946

SOBRE O AUTOR
Gautherot viveu a maior parte de sua vida no Brasil e trabalhou com nomes fundamentais da cultura brasileira, como Rodrigo Melo Franco e Lucio Costa, no Serviço Nacional do Patrimônio (Sphan); Edison Carneiro, na Comissão Nacional de Folclore; Oscar Niemeyer, fotografando os principais projetos do arquiteto, incluindo a construção de Brasília; e Roberto Burle Marx, documentando seus projetos de paisagismo mais importantes.

©-Marcel-Gautherot-Abatazeiro-no-terreiro-de-D.-Isabel-–-Cururupu-Maranhão-1958

©-Marcel-Gautherot-Abatazeiro-no-terreiro-de-D.-Isabel-–-Cururupu-Maranhão-1958 (Maranhão de Amanda)

A obra completa de Marcel Gauther adquirida pelo Instituto Moreira Salles em 1999, compõe-se de cerca de 25 mil imagens, que abrangem muitos temas – o folclore brasileiro, a arquitetura moderna e barroca, a natureza do país e sua paisagem humana –, situando Gautherot entre os nomes fundamentais da fotografia brasileira no século XX.(7)

……………………………

C

Marcel Gautherot, Bumba-meu-boi de Gururupu-Ma-(Maranhão de Amanda)

Ver Mosaico, no final da página, com fotos de Gururupu-MA.

Já anunciadas no livro, as séries sobre o folclore78 têm uma importância particular na produção fotográfica de Gautherot, destacando-se no pavilhão brasileiro da Exposição Internacional de Bruxelas de 1958. Entre centenas de negativos, o fotógrafo distingue, pela exaustividade e apuro técnico, duas séries emblemáticas: a do bumba-meu-boi no Maranhão e a do Reisado e Guerreiros em Alagoas, ambas no Nordeste do Brasil. Nas primeiras imagens mostradas sobre o bumba (Figuras 4 e 5), a composição e o sentido dos planos e a profundidade de campo trazem o lugar e a história para o foco. A representação faz-se em torno de um enredo central que narra a morte e a ressurreição do boi ou o seu extravio criminoso em que se intercalam, satirizando relações de prestígio e de poder, cantos, danças e recitativos cômicos79. No Reisado e nos Guerreiros de Alagoas (Figuras 6-8), explora-se a tradição portuguesa das janeiras, festas do ciclo natalino.(4)

Marcel Gautherot – Tocando meião e crivador – Cururupu, Maranhão, 1958

Marcel Gautherot – Tocando meião e crivador – Cururupu, Maranhão, 1958 (Maranhão de Amanda)

Nota: Também o Tambor de Crioula, Umbanda e outras manifestações culturais –  veja mosaico no final da página.

……………………………………………………………………

link

link

1.MARANHÃO DE AMANDA(Não é o de Zé Sarney que seria odiável. É o Maranhao de Amanda que é amorável, amável, digno de ser amado.. Significado do Nome Amanda
Amanda: Significa “digna de amor”, “amável”, “aquela que deve ser amada”.

2.CAZUMBÁ – CAZUMBA, Bumba-meu-boi do Maranhão.
3. Abel Teixeira
4. A coleção fotográfica de Marcel Gautherot -Lygia Segala
Faculdade de Educação e Programa de Pós-graduação em Antropologia da Universidade Federal Fluminense
5. Marcel Gautherot na revista Módulo – ensaios fotográficos, imagens do Brasil: da cultura material e imaterial à arquitetura1.Heliana Angotti-Salgueiro
6. Blog do Simão Pessoa

7. registro da cultura popular e do povo brasileiro por Marcel Gautherot Revista Prosa Verso e Arte.

………………………………………………………………………..

Referências e etimologias.

1. Origem da palavra Cururupu (Cururupu-MA) Canto de sapo grande ou Cantiga de sapo Grande.

Curupuru-MA, mapa e trajeto

Curupuru-MA, mapa e trajeto (Maranhão de Amanda)

MUNICÍPIO DE GARURUPU-MA – estimativa do IBGE de 30 mil habitantes (mas é um pólo centralizador de 8 municípios da região) 

Para a questão dos transportes no Brasil. Estudar o uso de barcos e navios nesta costa maranhense. Perguntar se há viagem de barcos regulares para São Luís. E Garurupu-MA é o centro de um pólo de 8 municípios, como é feito o transporte. E para o interior – há trens? Ver o transporte de cargas (qual atividade econômica desta região). E a escola. Há institutos federais ou faculdades? E a renda da população?

Rio Pindaré - Gururupu-Ma (dramático assoreamento)

Rio Pindaré – Gururupu-Ma (dramático assoreamento). O rio Pindaré, um dos mais importantes rios do estado do Maranhão, está seriamente assoreado e com suas margens destruídas, em consequência do desenfreado desmatamento que, aos poucos vai destruindo a grande Amazônia Brasileira. (ver Wikipédia). Foto do facebook da Prefeitura de Gururupu-MA (Maranhão de Amanda)

Falar da cidade é falar de seu Rio. Quase todas as cidades do mundo ficam à beira de um rio. E neste século a água é um problema dramático, central para a vida humana, animais e plantas. 

“O rio Pindaré é um rio brasileiro que banha o estado do Maranhão. Rio Pindaré e o seu dramático assoreamentoRio genuinamente maranhense, nasce na serra do Gurupi e deságua no rio Mearim próximo da foz do mesmo na baía de São Marcos. O rio Pindaré é o principal afluente do rio Mearim…sendo navegável no trecho compreendido entre a sua foz no km 41 do rio Mearim até a foz do rio Buriticupu no km 456….A Estrada de Ferro Carajás, acompanha seu percurso desde as proximidades da cidade de Bom Jesus das Selvas, até a cidade de Santa Inês, em um trecho de mais de 200 km”https://pt.wikipedia.org/wiki/Rio Pindaré (clique para ler mais sobre o Rio Pindaré)

2. Mosaico de fotos de Marcel Gautherot de Gururupu-MA

 

Anúncios