Homenagem a García Lorca – Escultura de Flávio de Carvalho

MAM- catálogo (2)

MAM- catálogo . A única imagem da escultura de Flávio de Carvalho neste catálogo.

ESTE MONUMENTO É UM SÍMBOLO DA LUTA CONTRA O FASCISMO, A DITADURA E A DIREITA. PODERIA FAZER PARTE DOS ESTANDARTES, CARTAZES E CAMISETAS DA ESQUERDA. E ACHO QUE VAMOS PRECISAR DEFENDÊ-LO.

***Única obra de Flávio de Carvalho em praça pública.
***Primeiro monumento no mundo a homenagear García Lorca.
***Na Madrugada de 20 de julho de 1969 sofreu um atentado à bomba (de direita ou de militares).
***”e folhetos deixados no local do atentado, que destruiu o monumento, chamando o poeta de “comunista e homossexual”.”
***”Em 1971, após ser consertada com muito esforço pelo próprio ***Flávio de Carvalho, sofreu insultos durante a Bienal de Arte de São Paulo e, sem apoio das autoridades, foi colocada do lado de fora do prédio.”
***Foi abandonada para enferrujar no depósito da Prefeitura.
***Em 1979 os estudantes da FAU USP a resgataram, restauram e, num ato, aproveitando a presença do prefeito da ditadura militar, isntalaram-na no vão do MASP.

MONUMENTO A FEDERICO GARCIA LORCA - Inaugurada em 1968

MONUMENTO A FEDERICO GARCIA LORCA – Inaugurada em 1968. Restaurado e devolvido à Praça das Guianas-SP.(segundo página da Veja, em 10 de janeiro, terça-feira, 2012

/////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

Revista Piauí faz reportagem sobre a história dos estudantes, ou tendência estudantil Liberdade e Luta, assumindo García Lorca como símbolo da luta pela liberdade e contra a direita terrorista. Claro que o tom da revista Piauí é bem levinho. Queria ler esta história contada pela esquerda.

Revista Piauí - Nos que não roubávamos tanto

Revista Piauí – Nos que não roubávamos tanto

 

“Cine Olho.(2) PROJETO DE PESQUISA (IC) REVISTA CINE-OLHO: História e Crítica no Brasil (1976 – 1979) RELATÓRIO nº. 2 . Na pág. 54 traz capa de Cine Olho

“A revista cobriu a expropriação. A ação está documentada numa edição de 1979. Ali se vê a foto do grupo diante do caminhão, com os pedaços da obra de Flávio de Carvalho em cima. No meio dos alegres estudantes, está um jovem negro ainda mais sorridente, de penteado black power, conhecido como Pinho. Ele estudava jornalismo, como eu, e ambos tínhamos vindo da escola pública. “(1). NÓS QUE NEM ROUBÁVAMOS TANTO, Revista Piauí. Monumento a Federico Garcia Lorca, de Flávio de Carvalho, continua no mesmo lugar onde foi depositado pela última vez, em 1979
“O problema era para onde levar o Monumento a Federico Garcia Lorca restaurado. Como era de praxe, fez-se uma assembléia. Vinda de um grupo em que os arquitetos eram maioria, a frase que selou o destino da obra não surpreendia: “Ficaria linda no vão livre do MASP”, o Museu de Arte de São Paulo, na Avenida Paulista.

O mesmo grupo de ladrões embarcou no caminhãozinho e seguiu no meio da noite na direção da Avenida Paulista, que seria fechada no dia seguinte, 20 de janeiro de 1979, como parte das comemorações do aniversário da cidade”(….)Carlão levava uma câmera na mão (e uma idéia na cabeça) para documentar tudo. Existe um curta-metragem sobre a façanha.”(1). NÓS QUE NEM ROUBÁVAMOS TANTO, Revista Piauí. Monumento a Federico Garcia Lorca, de Flávio de Carvalho, continua no mesmo lugar onde foi depositado pela última vez, em 1979
///////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

“3. A poesia esmagada, pelo Atelier Mãe’s Janaína composto por alguns alunos da FAU,
p. 4-11
O artigo registra o roubo de uma escultura de Flávio de Carvalho. Primeiro, o roubo é
descrito num texto jornalístico que apresenta os fatos a partir de uma visão externa aos
acontecimentos. Depois, há uma breve biografia do artista plástico. O texto, publicado
originalmente na revista Argumento n. 1 (não há referência sobre a data de publicação),
fala com admiração de Flávio Carvalho. Por fim, a confissão: “Por isto roubamos o
monumento. Os milhões de papéis que a burocracia solicitaria para restaurar a
criatividade castrariam-na antes de existir”. O roubo foi um ato de protesto de alguns(…)alunos da FAU em resposta à burocracia oficial que estava retendo a obra em más
condições, separando-a da sociedade – a quem de fato ela pertence.
Há fotos ao longo de todo o artigo, registrando o roubo e apresentando a escultura de
Flávio Carvalho:”. (2) PROJETO DE PESQUISA (IC) REVISTA CINE-OLHO: História e Crítica no Brasil (1976 – 1979) RELATÓRIO nº. 2 . Na pág. 54 traz capa de Cine Olho
/////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
MONUMENTO A FEDERICO GARCIA LORCA

MONUMENTO A FEDERICO GARCIA LORCA-Inaugurado em 1968, a obra é a única do artista Flávio de Carvalho exposta em praça pública e foi a primeira do mundo a homenagear o poeta espanhol

“O monumento que hoje está instalado na Praça das Guianas, zona sul de São Paulo, tem uma longa e tortuosa história.

Concebido e realizado pelo arquiteto Flávio de Carvalho, a pedido do Centro Democrático Espanhol, é a única obra do autor em praça pública e foi o primeiro monumento do mundo a homenagear o poeta espanhol assassinado em 1936 pelas tropas franquistas, acusado de comunista durante a Guerra Civil Espanhola.

Monumento em preparo para inauguração

O escritor Pablo Neruda não só prestigiou como discursou durante a inauguração da obra. Mas, na madrugada de 20 de julho de 1969, ela foi vítima de um atentado à bomba, e folhetos deixados junto a si informavam sobre a destruição do monumento ao poeta “comunista e homossexual”. Danificada pela explosão, foi parar no depósito da Prefeitura.

Em 1971, após ser consertada com muito esforço pelo próprio Flávio de Carvalho, sofreu insultos durante a Bienal de Arte de São Paulo e, sem apoio das autoridades, foi colocada do lado de fora do prédio.

Uma vez tendo voltado ao depósito, foi posteriormente “sequestrada” por alunos da Escola de Artes e Comunicação e da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, em 1979. Durante três meses, eles trabalharam na sua recuperação e a depositaram no vão livre do MASP (Museu de Arte de São Paulo), estrategicamente, no dia em que o prefeito Olavo Setúbal participava de um evento no museu. O prefeito e Pietro Maria Bardi, diretor do MASP, não aprovaram o ato. Dias depois, finalmente,a obra foi reimplantada na Praça das Guianas, seu local de origem.

Entre os “sequestradores”, estava o diretor Fernando Meirelles, que estudava Arquitetura naquele momento.”(3)Monumento a Federico Garcia Lorca é restaurado
////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

A placa da escultura em dois momentos= sendo soldada durante o restauro, e depois pronta para inauguração

A placa da escultura em dois momentos= sendo soldada durante o restauro, e depois pronta para inauguração

Monumento a Garcia Lorca
Restauro da obra de Flávio de Carvalho.

Pena ver um Blog narrando o Prefeito de São Paulo, Kassab, inaugurando a obra. E passou-se vários prefeitos ditos de esquerda na prefeitura de São Paulo antes de Kassab. O mesmo Kassab que gastou grande parte de suas energias para combater mendigos e moradores de rua (num desejo claro tornar a vida deles impossível). Estes prefeitos do PT, de Erundina a Marta Suplicy preferiram deixar intocada a obra da ditadura militar e da direita terrorista de 1969. Abaixo vai o Blog da inauguração apenas porque conta com várias fotos do monumento.(4)Monumento a Garcia Lorca Restauro da obra de Flávio de Carvalho

//////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

 

links

(1). NÓS QUE NEM ROUBÁVAMOS TANTO, Revista Piauí. Monumento a Federico Garcia Lorca, de Flávio de Carvalho, continua no mesmo lugar onde foi depositado pela última vez, em 1979
(2) PROJETO DE PESQUISA (IC) REVISTA CINE-OLHO: História e Crítica no Brasil (1976 – 1979) RELATÓRIO nº. 2 . Na pág. 54 traz capa de Cine Olho
(3)Monumento a Federico Garcia Lorca é restaurado
(4)Monumento a Garcia Lorca Restauro da obra de Flávio de Carvalho
(5)Fotos do Estado precário da obra -Monumento a Garcia Lorca/ Restauro da obra de Flávio de Carvalho sexta-feira, 11 de novembro de 2011
(6) http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/cultura/patrimonio_historico/ladeira_memoria/index.php?p=8266

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: