A Falecida, Nelson Rodrigues

Montagem de Marco Antônio Braz, SESI

Montagem de Marco Antônio Braz, SESI

“Outra decisão discutível foi, ao utilizar-se das saborosas rubricas de Nelson para enriquecer a narrativa, enunciá-las através de um novo personagem, o próprio autor, inexistente no original.”

LUIZ FERNANDO RAMOS CRÍTICO DA FOLHA

Estranhei essa presença desse personagem, “o próprio autor”, mas por uma vantagem da ignorância, gostei. Achei que fosse uma espécie de inovação do próprio Nelson Rodrigues. Outras pessoas que não viram outra montagem de A Falecida também gostaram. O que tem de ruim em incluir numa montagem, traindo o autor, ao “utilizar-se das saborosas rubricas de Nelson”? Torna a encenação mais lenta? Quebra algum ritmo? O crítico não diz.
Essa montagem traiu Nelson Rodrigues ao calcar no cômico? Um amigo disse na saída que era não só uma traição de Nelson Rodrigues, mas da concepção de tragédia e que isso é, hoje, comum, para agradar o público imbecilizado por comédias; e que Neslon Rodrigues detestava comédias e o público que procurava divertimento no teatro. Numa entrevista Nelson Rodrigues deixa claro este ódio. Mas não ao riso. Diz ele que o filme A Falecida, de Leon Hirszman era ruim por deixar de fora o humor. E o texto de Carlos Vogt e Berta Waldman: Nelson Rodrigeus, flor de obsessão, teoriza que é impossível fixar Nelson Rodrigues num estilo, ou mais, o estilo de Neslon Rodrigues é estar nesse fronteiriço, numa “estética do QUASE”.

estética do QUASE, conforme os autores. p. 62; Nelson Rodrigues, Flor de Obsessão, de Carlos Vogt e Berta Waldman

estética do QUASE, conforme os autores. p. 62; Nelson Rodrigues, Flor de Obsessão, de Carlos Vogt e Berta Waldman

O que me fez lembrar do inacabado, na garatuja na arte moderna (ver texto de Ferreira Gullar: Uma Estética do Assombro, em Marcello Grassman, Desenhos, do Intituto Moreira Salles ou, nesse blog, textos sobre Giacometti, Michelangelo Buonaroti ou em Cèzanne que disse: ““O acabado desperta a admiração dos imbecis”, escreve Cézanne à sua mãe, depois de 1874.”

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

links

01. T E X TO D E “A FALECIDA”
02. Nelson Rodrigues perde força em montagem de ‘A Falecida’ LUIZ FERNANDO RAMOS CRÍTICO DA FOLHA”>Nelson Rodrigues perde força em montagem de ‘A Falecida’:LUIZ FERNANDO RAMOS:
CRÍTICO DA FOLHA
 
03. A Falecida de Nelson Rodrigues (Leon.Hirszman.1965).Cinema.Nacional

falecida-poster

falecida-poster

Tempos de Ademir:

01. Ademir Marques de Menezes
02.O Carioca de 1946 ( Supercampeonato )
…………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….

 

pingback

01.ANJO NEGRO, Nelson Rodrigues
02. NELSON RODRIGUES, Flor de Obsesão.

One Response to A Falecida, Nelson Rodrigues

  1. […] 01.ANJO NEGRO, Nelson Rodrigues 02. NELSON RODRIGUES, Flor de Obsessão 03. A Falecida, montagem de Marco Antônio Braz […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: