ENTREVISTAS EM CONCURSOS Uma das artimanhas DOS CORRUPTOS

Uma das artimanhas
é incluir uma “entrevista” classificatória,

CLIQUE AQUI PARA VER “DELINQUÊNCIA ACADÊMICA”, de Maurício Tragtemberg “O exame é a parte visível da seleção; a invisível é a entrevista, que cumpre as mesmas funções de “exclusão” que possui a empresa em relação ao futuro empregado.”

Parentes e amigos aprovados em concursos
Eventualmente, concursos públicos podem ser abertos
pelas autoridades recém–empossadas para pagar promessas
de campanha e dar empregos para correligionários, amigos e parentes. Isso acontece mesmo quando a
prefeitura se encontra em situação de déficit orçamentário
e impedida de contratar funcionários por força da Lei
de Responsabilidade Fiscal, que impede a administração
pública de gastar mais do que arrecada e impõe à folha
salarial um limite de 60% dos gastos totais.
Esses concursos públicos arranjados normalmente incluem
provas com avaliações subjetivas, que permitem à
banca examinadora habilitar os candidatos segundo os
interesses das autoridades municipais. Uma das artimanhas
é incluir uma “entrevista” classificatória, realizada
com critérios que retiram a objetividade da escolha.
Concursos com essas características têm sido anulados,
quando examinados pelo Judiciário, pois há uma reiterada
jurisprudência determinada pelos tribunais sobre o
assunto, inclusive por parte do Tribunal de Contas do
Estado de São Paulo.”

“O COMBATE À CORRUPÇÃO Nas Prefeituras do Brasil”, Ateliê Editorial, 2a. ed., 2003 ou no link

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: